Paradigma Digital da Multi-Tela

O Paradigma Digital Multi-Tela como Influenciador do Método de Trabalho das Equipas das Agências Digitais

No post sobre Design Responsivo levantámos um pouco o véu sobre este novo paradigma de vivermos numa era digital em que estamos rodeados por múltiplos écrans. O conteúdo tem de ser pensado não apenas para a tela do desktop ou do laptop, mas também tem de ser adequado aos écrans dos smartphones, tablets e até mesmo à TV Digital.

O paradigma digital multi-tela é tão importante atualmente que se seguido à risca e tendo o consumidor final como centro das atenções, os próprios front-end developers, programadores e outros técnicos deverão pensar a forma dos sites e do seu conteúdo partindo do dispositivo mobile smartphone e dai projetar esse mesmo site e conteúdo para os desktops e laptops e não o contrário. Ou seja, o próprio paradigma digital da multi-tela tem influência ao nível técnico e na forma de trabalhar em agências digitais.

O Paradigma Digital Multi-Tela como Influenciador Comportamental do Consumidor Final

Todos nós percebemos o quão é influenciador este novo paradigma digital multi-tela no nosso comportamento. Quando saímos de casa e reparamos que nos esquecemos do nosso smartphone entramos em pânico. Estas reações são comuns, e demonstram claramente que já não podemos viver apenas com uma ou duas telas (TV e desktop ou laptop). Os telefones e smartphones são outra tela da nossa vida.

Hoje, quando estamos sentados a ver televisão e somos bombardeados por anúncios, viramo-nos logo para as nossas outras telas. Pesquisamos algo no Google, “postamos” algo no Facebook através do laptop, enviamos sms através do telemóvel ou smartphone, twittamos algo ou vamos jogar Angry Birds no nosso tablet.

A geração de hoje consome, simultaneamente, vários tipos de média utilizando dispositivos como desktops, laptops, tablets, smartphones e TV Digital. Essencialmente, os jovens de hoje são mais multi-tasking em multi-plataformas e multi-telas, fazendo várias atividades em simultâneo. Se isto pode ser uma vantagem, temos a desvantagem do seu nível de concentração ser mais baixo.

O Paradigma Digital Multi-Tela e Algumas Funcionalidades Concretas

Este paradigma digital multi-tela vai para além de “revolucionar” os métodos de trabalho em agência ou de influenciar os nossos comportamentos. Em Portugal, os próprios operadores de televisão começam a disponibilizar aplicações que nos permitem fazer através da tela da TV, aquilo que faríamos com um telemóvel ou smartphone, como por exemplo encomendar o nosso jantar. Ou seja, o espectro da função da tela da televisão alarga-se às funcionalidades de um telemóvel, smartphone ou tablet. Por outro lado, com algumas marcas a adotarem novas tecnologias de SmartTV podemos aceder através da televisão ao YouTube, ao Facebook, ao Skype e claro aos inúmeros jogos.

Além disso, as marcas começam a ligar todo o tipo de dispositivos móveis aos aparelhos de televisão – espelhamento de écrans ou second screen – o que nos permite ver na tela de um dispositivo móvel aquilo que vemos na tela TV e vice-versa. E mais, com esta função é possível ver um programa na TV e ter acesso a informações complementares sobre esse programa na tela dos dispositivos móveis.